14.4.10

surto 12

Sucessão; sentimentos alheios que batem com o vento. Certas dúvidas novas aparecem na minha cabeça de tempo em tempo; como lidar?
Sinto falta da paixão, aquela que me consumia... Aquela que foi junto com o verão. Mas eu imploro, me conquiste de novo. Seja você, de novo, e me ganhe como só você fez.
Reclamo de barriga cheia, mas me sinto morta. Velha, aposentada da vida e da diversão.
Falta mais de mim dentro de eu mesma. Me resgata, estou confusa.

Um comentário:

Riza M. disse...

Segure no vento, ele é seu anjo da guarda.